Piloto Automático

29/11/2017

Quantos caminhos diferentes existem para que você consiga chegar ao seu local de trabalho, faculdade ou na casa de um amigo? Quantos desses caminhos você costuma usar habitualmente? Um, dois no máximo?

Você passa sempre no mesmo local, por considerar mais prático e já conhecer bem todo o percurso, correto? Mas será mesmo que você conhece todo o caminho ou isso apenas se tornou um hábito e agora age de forma automática? Você se lembra de algum aspecto interessante presente no decorrer desse percurso? Já parou para olhar e realmente percebê-lo em vez de apenas passar por ali? Quantos detalhes você está deixando passar por agir no piloto automático?

Da mesma maneira que fazemos isso, muitas vezes deixamos pequenos detalhes, porém importantes, passarem por nossas vidas. Quantos desses detalhes, inicialmente aparentemente insignificantes, poderiam ter sido novas oportunidades para que você pudesse evoluir?

O piloto automático não é de sua totalidade ruim, mas devemos saber dosar quando é interessante usar desse artifício e quando devemos deixar de lado para apostar em novas arenas. Otimizar o tempo, em uma época onde tudo é uma corrida contra o relógio é interessante desde que isso não te faça um refém da rotina.

Se você é aquela pessoa que almeja melhorias e evoluções, porém não consegue alcançar esses objetivos, é bem provável que já virou um refém da própria rotina, e se este for o caso, como posso me livrar disso? De que formas consigo ser mais ativo e participativo da minha própria vida?

Mudar hábitos negativos não são fáceis, ainda mais quando tentamos fazer isso sozinhos, e nessa questão as ferramentas do Coaching como a Hipnose e a PNL (Programação Neurolinguística) podem nos auxiliar muito, uma vez que trabalham nos âmbitos do autoconhecimento e esclarecimento pessoa e profissional.

O primeiro passo é ter a consciência de que você precisa de alguma mudança para atingir os seus objetivos e depois disso é necessário ponderar quais mudanças realmente precisa fazer. Perceba que vícios e atitudes faz todos os dias que de alguma forma podem te prejudicar.

Lamentar-se pelo que deixou passar, ou pelo que ainda não consegue fazer não te trará resultados positivos, por isso tente focar em tudo que já realizou e no que de bom ele te trouxe. Pensamentos positivos promovem atitudes positivas e favoráveis.

Ao conseguir identificar os principais comportamentos que devem sofrer mudanças é hora de colocar isso em prática. Agora é o momento de incrementar os bons hábitos ao seu cotidiano.

O último passo é analisar muito bem todos os resultados obtidos a partir dessas mudanças. Inspecione o seu desempenho em comparação a antes de realizar essas transformações. Observe o que está favorável e ajuste outras mudanças esporádicas necessárias.

Ao auxiliar esses passos com o Coaching você pode se livrar do piloto automático e como consequência, promover a transição necessária da estagnação para uma vida e carreira de sucesso.

Venha fazer Coaching no INBRATA

@andersonluizcoach!